Baco é o restaurante da vez! De volta a Santiago.

Se tem um restaurante que vale repetir em Santiago, diria que é o Baco. Me dá água na boca só de lembrar do Créme Brûlée da casa…

Quando fui a Santiago, o restaurante não estava na minha lista de prioridades, na verdade não estava em lista nenhuma! Eu não conhecia o Baco. Mas conheci o proprietário Nicolás através do Charlie Villard, e aí entrou na lista dos restaurantes que deveria sim conhecer! Vamos explicar…

O jovem que segue os passos do pai, demonstra paixão por uma comida de boa qualidade, de origem francesa, ele tenta aplicar seu conhecimento com produtos de alta qualidade para atender da melhor forma possível seus clientes. Eles chegam a importar queijo e foie gras da França para terem certeza da procedência e manter o padrão.

Fui com um casal de amigos almoçar super rápido porque tínhamos um compromisso algumas horas depois. E a verdade é que a informalidade da casa não deixa transparecer o que vem pela frente. E para a surpresa dos três – leai-se 3 turistas – foi o melhor restaurante da viagem.

Cada um pediu um prato diferente, mas antes pedimos queijos… Eles têm porções e pedimos dicas ao garçom. Fico devendo as fotos porque a fome era grande e esqueci de tirá-las antes de sobrar apenas dois pedacinhos. Mas os pratos eu fiz foto!

baco 03

Eu pedi um peixe – Merluza com alho com pimentões assados… Tudo muito bem preparado. O peixe estava tão fresco que soltava em lascas. Sem excesso de temperos e em perfeito cocção. Eu realmente achei perfeito para um almoço leve e que pedia um pelo vinho branco para harmonizar. Dispensaria o arroz branco que acho simples demais para acompanhar o peixe que já é bem básico, sem molhos e outras coisas mais.

baco 05

Outro prato foi a base de lagostins acompanhados de quinoa. E estava um espetáculo! Seria minha opção na próxima visita ao restaurante.

baco 04

Por último o prato escolhido foi um Lombinho de porco com creme de mostarda e espinafre ao creme.

baco 06

O que posso dizer é que os três estavam maravilhosos. Super frescos e leves. E ficamos com vontade de ter mais tempo na viagem para nos aventurarmos em outros pratos do cardápio. Mas deixarei isso para uma próxima viagem.

Finalizamos pedindo um Créme Brûlée – afinal aqui estamos falando de um restaurante com base francesa, e essa é uma clássica sobremesa! E mais uma vez nos surpreendeu com um creme extremamente crocante por cima, macio por dentro sem ser “aguado” e o açúcar na porção certa! Receitinha difícil de encontrar até mesmo em boas casas por aqui.

baco 07

baco 08

Essa foi a minha dica de mais um restaurante para conhecer no Chile. O Baco fica muito bem localizado e também é um burburinho na noite… Conta a “lenda” que a casa vende 9.000 garrafas de vinhos por mês! Já imaginou?! A carta é enorme e a quantidade de opções de vinhos em taça é excelente! Ah… O vinho que tomamos no Baco? Esse eu faço um post só para ele.

baco 02

Um comentário em “Baco é o restaurante da vez! De volta a Santiago.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.