A noite foi a vez do Altas Quintas Colheita na minha taça! Cheguei de viagem e ainda não tive tempo de postar nada! Mas já voltei a levantar taças!!! E depois de 15 dias de vinhos italianos, abrimos uma garrafa de vinho português.

O Altas Quintas é um vinho do grande enólogo Paulo Laureano, uma pessoa que tive o prazer de conhecer e degustar alguns de seus vinhos juntos, um grande aprendizado. Mas o tempo passou e só agora percebi que deixei de abrir um Altas Quintas por uma boa temporada. E sabe o melhor? É abrir a garrafa e se surpreender! Que vinho!

O bouquet é intenso, mas “educado”, nada agressivo e sim prazeroso. Na boca mostra mais ainda o seu potencial, com taninos macios, frutas negras, chocolate e café. Sem dúvida os anos na garrafa proporcionaram esses aromas secundários e terciários que ainda tenho na minha mente depois de 24 horas. Marcante é a palavra para o Altas Quintas Colheita 2006. Indico a todos comprarem esse vinho e apreciá-lo já! Está no seu momento perfeito de maturidade.

altas quintas01

A harmonização poderia ser muito mais elaborada, mas depois de uma viagem longa e ainda sem ter nem dormido, optamos por uma fettuccine com pesto de pistache. Simples e delicioso! Servido na própria frigideira, esqueci de tirar foto, mas depois eu faço um post sobre esse pesto maravilhoso que aprendi com a minha sogra na Itália!!! 

E essa foi a Minha Taça de hoje! Espero que vocês tenham gostado! E eu volto com muitas matérias por aqui!!! Estou lotada de novidades…