Nhoque, uma porta vermelha e o Cristo abençoando…

Marcia Anholeti

Um domingo de chuva na cidade do Rio de Janeiro, o estômago pedia uma comida quentinha e um vinho tinto… Então, a escolha do restaurante foi sugestão de uma amiga, comida com cara de vó ou como dizem nos tempos atuais “comfy food”. Fui conhecer o Tutto Noque!

Pelas ruas de Botafogo, correndo da chuva, entramos na porta vermelha em estilo vitrine antiga. Dentro já encontramos um ambiente mais industrial, bem decorado e atendimento impecável. Sentamos na barra, a espera da nossa mesa, e já pedimos um vinho! A carta não é extensa, qualidade mediana, mas o suficiente para o perfil do restaurante, que é especializado em noques.

Entre uma taça e outra, antes teve o serviço de abertura da garrafa perfeito do rapaz que nos atendeu, me perdoem, mas não recordo o seu nome. Falo ¨perfeito¨porque sou a chata que não curte quando alguém gira a garrafa. E quando um atendente, garçom, maitre ou sommelier faz a “graça” de girar a garrafa por preguiça de mover o seu braço, já me deixa de mal humor na mesa. Serviu bem o vinho, temperatura adequada e conversa legal… O vinho? Escolhi o Chianti DOCG Campobello, margem acima de 100%, mas atendeu o friozinho e chuva do dia…

Passamos para a mesa depois de poucos minutos, e aceitei a sugestão do noque de banana da terra com camarão e queijo parmesão. Minha amiga pediu o de ragu e veio com queijo gratinado encima maravilhoso!!! O meu não era gratinado, fui avisada previamente, mas na hora que chegou eu quis o gratinado porque era mais bonito, e fui prontamente atendida.

A porção é considerável, é realmente prato de vó e não pratinhos gourmet. Mesmo assim, tivemos “espaço” para pedir uma sobremesa. Lá veio um tiramisù, que dividimos. Apresentação linda, gostoso, mas confesso que já comi melhores…

Uma tarde deliciosa, ambiente agradável e voltarei certamente. E por isso, deixo a dica para vocês.

LOCAL: TUTTO NOQUE – R. São Clemente, 24 – Botafogo, Rio de Janeiro – RJ